Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

O começo...

Os primeiros dias na maternidade, claro, foram uma maravilha! Aliás aproveito para elogiar a Pro-Matre! AMEI! Fui tratada como a rainha da Inglaterra e amei tudo! Pessoal super gentil e tudo muito organizado!

Você passa três dias tranquila, comendo super bem, dormindo de vez em quando, de madrugada levam o bebê pra você descansar..sem falar que a Yris dormiu quase umas 30 horas seguidas!

No dia seguinte ao parto eu já estava andando pelos corredores (me recuperei super bem da cesárea) toda faceira e espiando os outros bebês !!!

Nossa, se isso for ser mãe, pensei comigo, tá ótimo! Mal sabia eu o que me esperava, rs

Recebemos muitas visitas, mas ao contrário do que eu imaginava, foi tudo muito tranquilo! Não teve confusão, todos vieram em horários diferentes e nunca teve mais do que 5 pessoas no quarto! Maravilha!

No último dia recebi a visita da obstetriz do hospital. Ela vem conversar com a mãe sobre amamentação e dá uma série de orientações. No começo, achei que não conseguiria amamentar (falarei tudo sobre amamentação em um post especifico), mas eu tinha leite e ela resolver me ensinar a ordenhar!

Gente, quase morri de tanta dor...minha vontade era esmurrar a cara da mulher, juro! Chorei, chorei, chorei e saí da maternidade meio baqueada!

No elevador, encontramos uma médica que me disse as seguintes palavras:

- Nossa, que lindinha a sua filha! Pena que quando chega em casa, ativa o chip do choro!! Só vou te dar um conselho: Marca o pediatra o quanto antes!!!

Nunca vou esquecer a cara daquela mulher e o conselho mais útil de todos...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O parto

Como contei aqui devido a um problema de coração, minha cardiologista achou melhor que eu fizesse cesárea para evitar qualquer risco. Meu obstetra também concordou, meu marido nem pestanejou então, foi o que ficou decidido: Yris viria ao mundo por esse meio!

Dia 9/9 tive minha última consulta e já estava com leves contrações, o médico me disse que até o dia 22 ela chegaria, mas iriamos continuar monitorando. E então que não deu tempo de chegar dia 22! Eu saí de licença do trabalho dia 12 e dia 15 estava no hospital. Passei esses três dias antes dela nascer fazendor saquinhos de bala pra dar na maternidade e assistindo trocentos episódios de Grey´s Anatomy. Estava tranquila, se dependesse de mim acho que ficaria mais um mês grávida.

Chegou o dia. Tentei manter a calma, mas foi difícil! Estava muito ansiosa pra ver a carinha da minha filha e quando cheguei no hospital minha pressão estava super alta. Estava também com medo da cirurgia, afinal, o máximo que cheguei perto de uma operação na vida foi arrancar um dente. Não estava nem um pouco confortável naquela situação, estava com medo, insegura....muitos sentimentos naquela hora.

Foram assistir o parto: minha mãe, minha irmã, os padrinhos da Yris, minha cunhada e minha sogra. Achei que iria ficar irritada com tanta gente, mas ao contrário, na hora eu adorei o apoio de todos lá! Durante o parto eu pude ver todo mundo me dando tchauzinho e fiquei mais calma.

Chegou a hora de ir pra sala de cirurgia! Meu médico chegou, conversou bastante comigo e me tranquilizou bastante. Depois veio a anestesista que era um anjo na terra e me tranquilizou também, porque esse era o meu maior medo, a anestesia e minha intuição não falhou!

Depois que a anestesia fez efeito passei super mal, tanto que não deixaram o meu marido entrar enquanto nao me estabilizaram. Foi horrível, mas ainda bem que foi bem rápido.

A partir daí foi tudo muito rápido, e às 16:55, minha filha veio ao mundo!

Jamais vou esquecer quando me trouxeram e ela com o olhão bem aberto olhou no fundo dos meus olhos! Foi com certeza, a maior emoção da minha vida!


Em seguida o pediatra veio falar comigo: ela estava ótima! Apgar entre 9 e 10! Nossa, que alívio, minha filha tinha nascido cheia de saúde!

Rapidamente a sala ficou vazia e eu fui para a sala de recuperação. Três horas sem sentir as pernas! Que sensação horrível!! Sem falar a vontade que eu estava de ver a minha filhota!

Algumas mulheres que também se recuperavam do meu lado choravam, chamavam os maridos, mas eu estava super bem! Só queria mesmo voltar a sentir minhas pernas e ir logo pro quarto!

Quando cheguei no quarto todos ainda me esperavam! Conversamos um pouquinho, todo mundo foi embora e aí sim eu pedi pra trazer minha filha! Chegou o momento de ficarmos só nós três...começava uma nova família...

Recapitulando

Ok, vamos lá então tantar recapitular tudo que aconteceu nesses últimos três meses!

Mas antes de começar a escrever, quero deixar claro que tudo que vou colocar aqui será com a máxima sinceridade! Não quero fazer apologia a nada nem ditar regras de como uma mãe deva fazer isso ou aquilo. Apenas vou relatar aqui a MINHA experiência, como as coisas funcionaram pra MIM, e o que eu achei melhor pra minha filha.

Vamos lá ?!!!!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Voltei !!!

Eu sei, eu sei.. sim eu sumi !!! Sim, eu pensei em desistir e parar de escrever nesse espaço, mas é porque um furacão chamado Yris passou pela minha vida e ficou tudo assim, de cabeça pra baixo.

Porém, eu pensei melhor e acho que vai ser legal deixar essa fase registrada pra que ela possa ler no futuro e veja como é a aventura maluca de ter um bebê !!!

Bom, vou começar a pensar nos posts, afinal são três meses que tenho que resumir, mas tentarei fazer o meu melhor, então: me aguardem !!!!


quinta-feira, 29 de setembro de 2011

NASCEU !!

Sim, eu sumi e por uma ótima razão: A Yris nasceu !!!

Como vocês sabem a vida de mãe de recém-nascido não é fácil e muito menos temos qualquer tempo para chegar perto do computador! Estou aqui escrevendo mas já esperando a hora que ela vai começar a berrar no berço...

Enfim, foi tudo muito rápido: Trabalhei até 3 dias antes dela nascer e quando vi já estava no centro cirúrgico com ela nos meus braços!

Os primeiros dias em casa foram muito sofridos pra mim. Tive muita dificuldade em amamentar, surtei, chorei, muitas noites sem dormir...um pesadelo!

Hoje ela está completando 15 dias. As coisas ainda estão complicadas mas aos poucos vou aprendendo mais a lidar com a situação!

Espero que tudo se acalme e assim que der venho escrever com mais detalhes sobre essa fase que é a mais feliz e mais assustadora na vida de uma mãe !!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O Pôr do Sol


Sempre tem uma música que marca a gravidez né? A minha é essa, O Pôr do Sol! Sempre canto pra minha filhota, e choro, é claro!!!!


O Pôr do Sol Maurício Manieri

Você não sabe quanto tempo te esperei, meu pequeno talismã
O presente mais precioso que ganhei de Deus, minha estrela da manhã
Não vá, não, não, não vá
Achar que alguém te esqueceu, pois não há,
Não, não, não há, alguém que te queira mais que eu

Quando o sol se pôr, meu amor
Lembra que eu, sempre estarei com você
Um sinal, de nós dois
De nosso amor, o pôr do sol

Você não sabe quanto tempo te esperei, meu pequeno talismã
O presente mais precioso que ganhei de Deus, minha estrela da manhã
Não vá, não, não, não vá
Achar que alguém te esqueceu, pois não há,
Não, não, não há, alguém que te queira mais que eu

Quando o sol se pôr, meu amor
Lembra que eu, sempre estarei com você
Um sinal, de nós dois
De nosso amor, o pôr do sol

Quando o sol se pôr, meu amor
Lembra que eu, sempre estarei com você
Um sinal, de nós dois
De nosso amor, o pôr do sol

Eu não vejo a hora de poder te ver
Pra ficar bem de pertinho e te dizer, como eu te amo...



terça-feira, 6 de setembro de 2011

É muito amor...



A gente sempre ouve que o amor de mãe é a coisa mais intensa que pode existir. A gente imagina, mas realmente não tem a mínima idéia do que realmente é até acontecer com você.!

Eu juro que não imaginava que eu seria tão babona e tão derretida pela minha filha como eu estou desde já!

A cada semana que passa e minha barriga fica maior, esse amor aumenta mais e mais.

A cada vez que ela me chuta mais forte tenho vontade apertar a minha barriga e amassar aquele pezinho gostoso!

E o que eu choro então ? Começo a pensar nela, imaginar como será sua carinha, com cada roupinha ou vestidinho que ela ganha, e caio no choro! Mas aquele choro gostoso, de felicidade, de emoção....

Até naqueles momentos em que eu acho a gravidez simplesmente um saco, eu a amo mais e mais!

Cada dia mais cansada, cada dia mais irritada, cada dia com uma espinha a mais na cara, cada dia mais descabelada e mesmo assim, cada dia mais apaixonada!

Me pergunto, como pode ???

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Setembro chegou!

E enfim setembro chegou! Viva, o mês em que minha filha vai nascer!


Acordei hoje com uma mistura de vários sentimentos: medo, ansiedade, felicidade, curiosidade, incertezas....tudo junto e misturado! Mas como uma sensação muito boa de que minha vida vai ficar muito melhor com a chegada da minha princesa!!!

Hoje completo 36 semanas de gestação e só temos nova consulta no GO semana que vem. Que ansiedade!!

Na última consulta ele disse que o parto estava previsto para de 20 a 25/09, mas acredito que ele deve dar uma nova data agora, vamos ver!! Só sei que estou doidinha pra ter minha filha nos braços! O pai então nem se fala! Só pensa nisso e está mais ansioso que eu!!!

Eu acho que ela está super tranquila e não vai querer sair da casinha tão cedo, rs! E eu apesar da ansiedade em ver a carinha dela, confesso que "egoisticamente" também não estou com a menor pressa que ela saia e já estou ficando com saudade de ter alguém me chutando as costelas :)

Tem coisa melhor do que esses chutinhos, essa ligação que só uma mãe pode ter com o filho ? Não né ?

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Quartinho e afins

Quando a gente começa a riscar da nossa listinha os itens que estão OK acho que a ficha cai né?

A cada pendência resolvida vou percebendo que a hora de me tornar mãe está mais e mais perto!

- A malinha da maternidade já está pronta;
- A cadeirinha já está instalada no carro;
- Já comprei meus pijamas e camisolas;
- Já lavei/passei todas as roupinhas;

Agora só faltam futilidades tipo escolher as lembrancinhas da marternidade (preguiçaaaa)

E finalmente, a novela do quartinho acabou! Consegui colocar tudo no lugar!!

Não reparem nas fotos, na correria tirei com o iphone mesmo, mas eu juro que está lindo, dá vontade de ficar lá dentro horas e horas, rs




segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Ensaio

Na 31ª semana de gravidez fizemos o ensaio da gestação e semana passada recebemos as fotos.

Modéstia a parte, ficou lindo! As fotos ficaram exatamente como eu queria. Uma recordação linda dessa doce espera!

Eu sempre quis fazer. Primeiro por ser uma recordação legal e segundo porque nunca se sabe se ficarei grávida novamente não é, rsrs! É bom prevenir, e quando bater saudade do barrigão é só dar uma olhadinha nas fotos!

E para que elas não fiquem esquecidas no computador, já mandamos fazer um álbum !!! Chega de viver somente nesse mundo digital !

Aí vão algumas fotos:





sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Presente LINDO!

Coisa boa na gravidez é o carinho que recebemos não ? Tá, também tem muita gente pra te pentelhar, se intrometer e te chatear, mas as surpresas positivas também são muitas e muito gostosas!

Recebi hoje um presente tão lindo, tão delicado que me emocionou tanto que não tenho nem palavras!!!

Uma amiga me enviou um CD de cantigas de roda personalizado! Isso mesmo, em algumas músicas eles cantam o nome da Yris ! Foi só começar a ouvir e já chorar!!!

E que viagem meu Deus! Voltei no tempo, para a minha época de escola onde tudo era tão mágico, inocente, puro...

Quem não se lembra de ter cantando: Peixe Vivo, Borboletinha, Escravos de Jô, Indiozinhos, O sapo não lava o pé.....Que delícia reviver essas músicas!

Entendo que esse é o grande barato de ter um filho, a vida realmente recomeça!

AMEI!!! Vou guardar com todo o carinho e espero que a Yris curta tanto quanto eu!

BORBOLETINHA

BORBOLETINHA ESTÁ NA COZINHA
FAZENDO CHOCOLATE PARA A MADRINHA

POTI POTI PERNA DE PAU
OLHO DE VIDRO  E NARIZ DE PICA PAU

BORBOLETINHA BATEU PILÃO
O CHOCOLATE CAIU NO CHÃO

MADRINHA VIU NÃO QUIS COMER
A FORMIGUINHA É QUEM VAI QUERER

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Gorducha

Nem deu tempo de escrever, correria no trabalho como sempre, mas na terça-feira fizemos os últimos exames da Yris!

Aliás, todo mundo me pergunta quando vou parar de trabalhar e isso me parece algo tão distante que acho que vou responder: Só no Carnaval, hahahahaha, mesmo sabendo que minha filha pode nascer a qualquer momento!

Bom, com 35 semanas Yris está com 42cm e 2,730 kg!!! Super gorducha!!! Fizemos também seu exame de coração, o ecocardiograma fetal e está tudo ótimo! Ela está linda (falou a mãe coruja) e o melhor, super saudável!!!

Placenta ótima, líquido aminiótico ok, enfim, agora é só esperar mesmo!

Minha próxima consulta será só no dia 09/09 (um sossego esse meu médico) e aí conversaremos detalhes do possível parto e quando ele vai me liberar do trabalho, porque confesso, minha pilha está no finalzinho!!!

Olhem só que fofa minha filhota! Tentando morder o pezinho!!!


Até a próxima !!!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

34 semanas

Primeiro quero agradecer pelas novas visitas aqui no blog e pelos comentários do post do nome da minha pimpolha !! Obrigada! E assim que eu tiver um tempinho prometo passear pelos blogs de vocês, mas olha, tá difícil!

Estou trabalhando mais do que nunca nessa reta final! Acreditam que estou cobrindo as férias de uma outra pessoa com quase 9 meses de gravidez ?!! Pois é! Mas a responsabilidade me chama e não dá pra fugir, fazer o que ?!!!

Bom, ontem completamos 34 semanas de gestação! O friozinho na barriga está aumentando, e mais ainda a ansiedade pra ver a carinha linda da Yris!!!

Já arrumei a malinha dela e deixei tudo prontinho. Agora só falta arrumar a minha mala, mas quem disse que tive tempo e disposição para comprar camisola, pijama, sutião....preguiça!!!

Semana que vem vamos fazer um novo ultrassom e o ecocardiograma fetal. Já estou naquela expectativa, afinal, a gente sempre fica um pouquinho tensa nesses momentos né? Por mais que você saiba que está tudo bem. Além disso estou morrendo de saudades! Faz mais de 2 meses que não fazemos ultrassom, affffff, parece uma eternidade!!!

E assim vamos. Espero conseguir terminar o quarto nos próximos dias e diminuir um pouco o ritmo de trabalho, pois como diria aquela cantora, a Kátia: Não está sendo fácillllllllllllllllllll....

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O Nome

Bom, que eu me lembre eu nunca contei aqui porque escolhemos esse nome, Yris para a nossa filha não é ?!!

Não, não fizemos numerologia, não sonhei com esse nome, não li em um livro e nem tão pouco acho lindo nomes com Y, W, e afins...então porque raios escolhemos esse nome?

Simples, porque é um nome que tem a ver com a nossa história de amor.

Pra quem não sabe, meu marido e eu nos conhecemos pela internet e bem antes do encontro pessoal, batemos muito papo pela rede e trocamos muuuitos e muitos emails. Em um deles falamos sobre as nossas preferências de música, livros, filmes etc...e ele me disse que tinha assistido um filme que achara muito bonito: “Cidade dos Anjos”. Pronto, me derreti ali porque eu sempre fui daquelas românticas bobas e incorrigíveis e eu simplesmente amava esse filme! Aliás, amo!

Acho lindo um anjo abdicar da sua condição divina pra viver uma história de amor (mesmo que esta seja muito, muito e exageradamente breve!), talvez eu goste porque no fundo sempre acreditei que o amor deveria ser algo assim, sem limite, que você vive até a última gota e não está nem aí para o que vem depois! Sabemos que a realidade é bem diferente, mas é pra isso que servem os filmes não? Ficção, ilusão, sonhos...Pra gente imaginar o que talvez nunca vamos vivenciar !

Continuando....Um dia eu estava no Fisk (bom, isso é antigo hein, preparem-se), e quem freqüentou anos atrás vai se lembrar que eles distribuíam umas folhinhas brancas com as letras e a tradução das músicas do momento. Quem lembra ??? E nesse papelzinho que eu peguei lá estava a música do filme: Yris ! Sim, escrito errado, mas só bem depois fui me ligar que o nome da música era Iris (sorry Goo Goo Dolls).

E aí eu peguei aquela letra de música e copiei com a minha letrinha de mão toda romântica, coloquei numa pastinha bonitinha e esse foi o presente que eu entreguei para o meu futuro marido no nosso primeiro encontro! Aliás, isso está guardado lá em casa até hoje! Acho até que vou emoldurar e colocar no quarto da filhota!

Nós começamos a namorar naquele dia mesmo e nunca mais nos largamos, e aí tempos depois, quando surgiram os famosos assuntos casamento, filhos, etc...começamos a pensar nos nomes! Eu queria uns, ele queria outros e nunca chegávamos em um acordo...Até que começou a tocar essa música no rádio do carro e olhamos um pro outro e veio a idéia: Por que não colocar o nome da nossa filha de Yris ?!!!

Na hora concordamos e adoramos a idéia que ficou guardada para quando ela chegasse, alguns anos depois dessa conversa! Nomes de menino a gente não tinha nenhum em mente, mas para a menininha, nunca teve outro! Quando a médica falou no ultrasson que teríamos uma gatinha choramos juntos e dissemos: A Yris vem aí!

Mesmo sabendo que o certo era com I resolvemos deixar com Y pois assim a gente mantém a nossa história, na íntegra como aconteceu!!!! Espero que ela goste do nome e saiba que foi escolhido com muito amor!!!

E hoje quando paro pra pensar em algumas partes da letra como:

“And I'd give up forever to touch you
'Cause I know that you feel me somehow
You're the closest to heaven that I'll ever be”

Eu percebo que foi a escolha certa, afinal, sou capaz de tudo por ela! Se precisar pular, eu pulo J


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Dormir é pros fracos!

Se tem uma coisa que estou fazendo direitinho é o estágio de como ter noites mal dormidas!

Sério, não lembro a última vez que cai na cama e desmaiei! Todas as noites a mesma coisa:

Coloco dois travesseiros pra acomodar minha cabeça e um no meio das pernas. Beleza, fico super bem, não tenho falta de ar nem nada, tudo parece que vai se encaminhar para o meu doce encontro com Morfeu, mas aí....Se passam 5/10 minutos e eu já tenho vontade de mudar de lado!

Se deito do lado direito (o que aliás nem é legal para o bebê), Yris já começa a me chutar. Se fico muito tempo do lado esquerdo, começa uma dor horrível nos ossos da bacia e se deito de barriga pra cima ela começa a se mexer tão forte que a vontade de ir ao banheiro é imediata.

Se me levanto pra ir ao banheiro (o que geralmente acontece umas 2 ou 3 vezes por noite) quando volto demoro um século pra pegar no sono novamente! Ou seja, acabo passando a maior parte da noite acordada mesmo!

E é justamente aí que mora o problema! Minha cabeça fica ligada a 1000 por hora e começo a pensar em trocentas coisas ao mesmo tempo:

- Como e quando será que ela vai nascer;
- Ai, quero logo ver essa carinha;
- Meu Deus, vou conseguir amamentar ?;
- Preciso terminar de arrumar a malinha da maternidade;
- Nossa, tenho que fazer uma boa limpeza nos tapetes dessa casa antes da neném chegar;
- Quando será que eu vou sair de licença-maternidade ?;
- E o parto ? Acho que eu estou com medo do parto...;
- Putz, esqueci de tomar a vitamina hoje;
- Nossa que azia, não devia ter comido aquele chocolate;
- Ai Yris, pára de me chutar filha, tá doendo;

E por aí vai...Enquanto isso meu marido do meu lado sonha com os anjos....E aí quando ele me leva para o trabalho e quer bater papo tipo 7 horas da manhã, eu desmaio no carro e quase não ouço nada do que o coitado está falando....São 20 minutos de um cochilo tãooo gostoso...

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A novela do quarto

Nosso Dia dos Pais foi uma correria, aliás, essa tem sido a nossa rotina nas últimas semanas! Descansar é um verbo que já não conjugo mais faz tempo!

Continuamos com a novela do quartinho da Yris!

Sábado chamamos o marceneiro em casa para colocar prateleiras e fixar algumas coisas na parede. E aí o dito cujo que havia marcado de chegar às 09hs chegou quase 1 da tarde e pasmem, sem as ferramentas!!! Disse que tinha se confundido e que achava que ia somente tirar medidas para fazer outros móveis. Oi ? Eu não pedi móvel nenhum! Deus me livre encomendar móvel com marceneiro de novo! Tô fora! Então ele disse que voltaria em pleno domingo de dia dos pais para fazer o serviço. Ok, melhor vir nesse dia do que não aparecer mais né? Combinamos que tudo bem!

Não tive tempo, nem cabeça, nem criatividade para comprar um presente mais elaborado pro maridão, então encomendei uma cesta de café da manhã e levei o café na cama pra ele! Ele amou! Ficamos na cama enrolando um tempo e novamente o “abençoado” do marceneiro que deveria chegar às 10, chegou depois do meio-dia!!!! Não satisfeito, fez uma medição errada e onde deveria ficar o varão da cortina estão dói furos horrorosos! Pensa numa pessoa nervosa! EU !!! Que ódiooooooooo!

Depois que ele saiu fomos limpar a bagunça e só terminamos depois das 5 da tarde! Resumo, não almoçamos com o meu pai nem com meu sogro !!!! Aliás, nem almoçamos! Murphy acho que gosta muuuito da gente, porque não larga do nosso pé!!!

Agora toca fazer outros retoques no quarto: passar massa corrida nos buracos, pintar.....parece que não tem fim!!!

Sinto que o quartinho da minha filha só ficará pronto aos 45 do 2º tempo! Mas, vamos que vamos...PACIÊNCIA!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Maternidade escolhida!

Nossa, quanta correria esta semana! Amanhã já é sexta-feira e eu nem vi o tempo passar!!! Trabalhando o dia inteiro e a noite outras mil coisas pra resolver: supermercado, consultas, exames....e ontem finalmente conseguimos uma brecha nessa agenda maluca para visitar outra maternidade!

Fomos a Pro-Matre e eu simplesmente amei!

Marcamos um horário para apresentarem a maternidade, durou uma hora e foi possível conhecer tudo e tirar todas as dúvidas.

Me senti muito bem lá, e era isso que eu queria, um lugar que me transmitisse tranquilidade no momento mais importante da minha vida.

A pessoa que nos guiou na visita foi super atenciosa e paciente, explicou tudo nos mínimos detalhes, nos apresentou os quartos, o berçário, etc...Tudo tranquilo, organizado e silencioso.

Assistimos ao primeiro banho de um bebê que tinha acabado de nascer e não teve como segurar a emoção! Cada dia que passa fica mais forte na minha mente a imagem de quando a minha hora chegar! Já começa a bater aquela ansiedade total de ver a carinha daquela que será a dona do meu coração!

Já sabemos o local, agora é só aguardar o dia!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

CHÁ-DE-BEBÊ

Nesse último domingo aconteceu o chá de bebê da minha pequena. Foi uma delícia !!!

Tão bom reunir tanta gente querida e muitas amigas que eu não via há tempos!

Estou podre de cansada até agora, mas valeu muito a pena, consegui fazer tudo do jeito que eu imaginei! Adoro uma comemoração!!!!

Seguem algumas fotinhos:


O bolo LINDO!


A mesa de doces (e minha cara de Trakinas!)




Adorei todos os presentes! Ganhei muita coisa útil!!!


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Últimas

- Muita correria! Sem tempo pra nada e trabalhando pra caramba! Muitas coisas pra deixar em ordem antes da licença, afffff

- Sábado passado fizemos o ensaio da gestação. AMEI! Uma recordação pra sempre!!! Fora que adorei me ver nas fotos, tive uma noção mais exata do tamanho absurdo que está meu barrigão hahahahaha!

- Entregaram os móveis do quartinho! Finalmente! = vocês pensaram, mas que nada! Só entregaram mesmo e agora estão naquela enrolação para ir montar! ÓDIO!

- Todo final de semana que é quando eu tempo um pouquinho mais de tempo pra lavar as roupas da criança: Cadê o Sol ?????? Até agora nada de conseguir preparar a malinha da maternidade!

- Aliás, nada de definir a maternidade! Você liga pra agendar uma visita e te marcam daqui a sei lá, 1 mês!! Jesus!!!

- Domingo agora será o chá-de-bebê! Nossa, mais fácil organizar um casamento do que o chá! Tudo muito complicado pra fazer aos domingos, mas no final vai dar tudo certo!!!

E é isso aí gente! Continuo com o meu "pãozinho aqui no forno" e rezando pra ela ficar bem boazinha e esperar essa loucura toda passar!!!

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Carinho

Uma das coisas mais legais da gravidez é o carinho que recebemos dos amigos e parentes!

É muito gostoso receber presentinhos, cartões, abraços, telefonemas e emails de carinho te parabenizando por aquela nova vida.

Ontem saimos com um casal de amigos muito queridos que nos deram um presentinho lindo e um cartão mais ainda!


Por fora o cartão é lindo e a mensagem que eles escreveram dentro me emocionou mais ainda!!

Que Deus nos ajude e que minha filha continue assim, cercada só por pessoas com sentimentos bons!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Que ano é hoje ?

Junto com aquela lista de perguntas padrão que todo mundo faz para toda a grávida, também tem aquela:

- E aí, você vai continuar trabalhando ??

Até aí tudo bem, seria uma simples pergunta como tantas outras não fosse o tom (muitas vezes tendencioso) e as opiniões que vem junto com ela. Porque né? Todo mundo se acha o dono da razão e tem que palpitar na SUA vida!

Outra coisa que me espanta é o machismo que ainda impera nesse país! Impressionante!!!

Um “muy amigo” do meu marido deu o seguinte conselho pra ele:

- A primeira coisa que você deve fazer quando sua filha nascer é tirar sua mulher do emprego!

Oi ? TIRAR sua mulher do emprego ? Me ajuda gente! Em que século estamos mesmo ???

E aí semana passada tive uma conversa bem amarga com meu “amado” chefe que me fez a seguinte pergunta:

- Então, queria saber se você volta da sua licença, ou melhor, o que o seu marido pensa sobre isso ?

Me perguntei umas duas vezes se eu estava entendendo direito !

Estou perplexa com a cabecinha dos nossos machos brasileiros!!!

Entendam, não tenho nada contra as mulheres que largam tudo para cuidar dos filhos! Acho, de verdade, nobre! Aliás eu mesma muitas vezes me pego pensando se não é o melhor a fazer, mas o que me deixa indignada é acharem que o marido manda na mulher!

Como assim, me tirar do meu emprego ? Me mandar ficar em casa ?

Eu pensei que em pleno 2011 eu poderia tomar as decisões da MINHA própria vida!

Até quando essa mentalidade no Brasil ???

Tenho uma amiga do trabalho que tem duas irmãs morando na Europa e lá, os dois maridos é que ficam em casa cuidando dos rebentos! Sem problema algum, tudo em comum acordo!!

Ainda bem que não sou casada com um desses homens das cavernas! E o que será do meu futuro profissional, primeiramente é uma decisão que só cabe a mim!

Meu trabalho é importante, me sentir produtiva é importante e minha filha é claro, é mais importante ainda mas, eu jamais aceitaria uma imposição de alguém que não dá a mínima para o que eu sinto!

A decisão final vamos tomar em conjunto, afinal, pra mim o casamento é uma parceria e assim vamos decidir o que for melhor para o nosso casamento e para a nossa cria!

E quanto aos outros só tenho a dizer:

Amélia é que era mulher de verdade, a Daniela não!!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Curso de Gestantes

Neste último sábado lá fomos nós fazer o curso de gestantes.

Procurei em alguns lugares e quem tinha a data mais próxima foi o Hospital São Luiz, então optamos por fazer lá. Sábado o dia todo, das 08:00 às 17:30 hs, mas nem vimos o tempo passar!

Adorei o curso, achei bem proveitoso e pegamos várias dicas. Gostei também porque uma boa parte do dia ficamos conversando com um pediatra muito bom que tirou inúmeras dúvidas dos pais de primeira viagem!

E o que eu gostei mais ainda é que parece que o curso faz os homens se conscientizarem que cuidar de um bebezinho não é essa moleza toda que eles imaginam!!!! Meu marido saiu de lá todo disposto a arregaçar as mangas e ajudar, vamos ver só quanto tempo essa empolgação vai durar, hahahaha.

Enfim, gostei muito do curso e recomendo!

No final da tarde nos levaram para conhecer a maternidade, porque até então eu ainda não havia olhado nada nem decidido onde a Yris vai nascer, na verdade continuo sem saber, rs.

Só sei que, não sei se foi o calor gente, mas como eu me senti mal naquele hospital, my God!

Acho que por ser sábado estava lotado demais, barulhento demais, parecia tudo,  menos um hospital!

Quando fomos conhecer o berçario então, tive uma enxaqueca tão forte que quase desmaiei! O lugar é igualzinho uma praça de alimentação de shopping! E tinha tanta gente que mal conseguimos enxergar algum bebezinho no meio da multidão! Pra completar, tinha um cara tocando teclado a lá Frank Aguiar!!! Tudo isso em frente ao berçário!!! Sei lá, achei super estranho e tem aquela coisa né? A primeira impressão é a que fica!

Resumo da Ópera: sei lá onde eu vou parir, a não ser que eu tenha um segunda e ótima impressão do São Luiz que me faça mudar de ideia !!!!!!


segunda-feira, 18 de julho de 2011

Nem tudo são flores

Alguns posts atrás, comentei que me irritava com a mesma pergunta que sempre fazem: - Será normal ou césarea ?!!! E disse que eu ainda não tinha pensando sobre isso e muito menos tomado uma decisão. Pois bem, essa hora chegou, mas no meu caso não é tão simples assim!

Poucas pessoas sabem, mas eu tenho alguns probleminhas no meu coração. Há alguns anos, quando eu precisei arrancar quatro dentes para usar aparelho, foi uma operação de guerra entre minha cardiologista e meu dentista para que eu não tivesse um troço durante a extração dos dentes.

Com esse problema que eu tenho, preciso tomar muitos cuidados: não posso carregar peso, não posso me descontrolar, me emocionar demais e principalmente, tenho que tomar uma medicação e anestesia especial sempre que eu passar por uma cirurgia ou algo que me faça perder sangue.

Aí vocês imaginam, se passei por isso para arrancar um dente, imagina passar por um parto!

Semana passada estivesse na cardiologista, e ela já me disse que dependendo do estado do coração nesse momento, parto normal nem pensar, se eu tivesse que passar por um fórceps então, já poderia me preparar para conhecer Jesus! Em todo o caso, vamos repetir vários exames para ter o veredito final!

O primeiro eu já fiz, e meu eletrocardiograma saiu bonitinho, agora veremos os outros!

Eu chorei, claro! Nunca fiquei sonhando com o parto normal e nem em ligar e marcar uma césarea, mas eu queria pelo menos, poder tomar minha própria decisão. Mas como eu disse, nem tudo são flores, e temos que fazer o que for melhor para minha saúde e principalmente para a da minha filha!

Vamos seguindo....

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Meu filho, você não merece nada

EXCELENTE texto da revista Época para pensarmos muito bem que tipo de educação queremos dar para os nossos filhos. Vale a pena ler até o final!

"Ao conviver com os bem mais jovens, com aqueles que se tornaram adultos há pouco e com aqueles que estão tateando para virar gente grande, percebo que estamos diante da geração mais preparada – e, ao mesmo tempo, da mais despreparada. Preparada do ponto de vista das habilidades, despreparada porque não sabe lidar com frustrações. Preparada porque é capaz de usar as ferramentas da tecnologia, despreparada porque despreza o esforço. Preparada porque conhece o mundo em viagens protegidas, despreparada porque desconhece a fragilidade da matéria da vida. E por tudo isso sofre, sofre muito, porque foi ensinada a acreditar que nasceu com o patrimônio da felicidade. E não foi ensinada a criar a partir da dor.

Há uma geração de classe média que estudou em bons colégios, é fluente em outras línguas, viajou para o exterior e teve acesso à cultura e à tecnologia. Uma geração que teve muito mais do que seus pais. Ao mesmo tempo, cresceu com a ilusão de que a vida é fácil. Ou que já nascem prontos – bastaria apenas que o mundo reconhecesse a sua genialidade.

Tenho me deparado com jovens que esperam ter no mercado de trabalho uma continuação de suas casas – onde o chefe seria um pai ou uma mãe complacente, que tudo concede. Foram ensinados a pensar que merecem, seja lá o que for que queiram. E quando isso não acontece – porque obviamente não acontece – sentem-se traídos, revoltam-se com a “injustiça” e boa parte se emburra e desiste.

Como esses estreantes na vida adulta foram crianças e adolescentes que ganharam tudo, sem ter de lutar por quase nada de relevante, desconhecem que a vida é construção – e para conquistar um espaço no mundo é preciso ralar muito. Com ética e honestidade – e não a cotoveladas ou aos gritos. Como seus pais não conseguiram dizer, é o mundo que anuncia a eles uma nova não lá muito animadora: viver é para os insistentes.

Por que boa parte dessa nova geração é assim? Penso que este é um questionamento importante para quem está educando uma criança ou um adolescente hoje. Nossa época tem sido marcada pela ilusão de que a felicidade é uma espécie de direito. E tenho testemunhado a angústia de muitos pais para garantir que os filhos sejam “felizes”. Pais que fazem malabarismos para dar tudo aos filhos e protegê-los de todos os perrengues – sem esperar nenhuma responsabilização nem reciprocidade.

É como se os filhos nascessem e imediatamente os pais já se tornassem devedores. Para estes, frustrar os filhos é sinônimo de fracasso pessoal. Mas é possível uma vida sem frustrações? Não é importante que os filhos compreendam como parte do processo educativo duas premissas básicas do viver, a frustração e o esforço? Ou a falta e a busca, duas faces de um mesmo movimento? Existe alguém que viva sem se confrontar dia após dia com os limites tanto de sua condição humana como de suas capacidades individuais?

Nossa classe média parece desprezar o esforço. Prefere a genialidade. O valor está no dom, naquilo que já nasce pronto. Dizer que “fulano é esforçado” é quase uma ofensa. Ter de dar duro para conquistar algo parece já vir assinalado com o carimbo de perdedor. Bacana é o cara que não estudou, passou a noite na balada e foi aprovado no vestibular de Medicina. Este atesta a excelência dos genes de seus pais. Esforçar-se é, no máximo, coisa para os filhos da classe C, que ainda precisam assegurar seu lugar no país.

Da mesma forma que supostamente seria possível construir um lugar sem esforço, existe a crença não menos fantasiosa de que é possível viver sem sofrer. De que as dores inerentes a toda vida são uma anomalia e, como percebo em muitos jovens, uma espécie de traição ao futuro que deveria estar garantido. Pais e filhos têm pagado caro pela crença de que a felicidade é um direito. E a frustração um fracasso. Talvez aí esteja uma pista para compreender a geração do “eu mereço”.

Basta andar por esse mundo para testemunhar o rosto de espanto e de mágoa de jovens ao descobrir que a vida não é como os pais tinham lhes prometido. Expressão que logo muda para o emburramento. E o pior é que sofrem terrivelmente. Porque possuem muitas habilidades e ferramentas, mas não têm o menor preparo para lidar com a dor e as decepções. Nem imaginam que viver é também ter de aceitar limitações – e que ninguém, por mais brilhante que seja, consegue tudo o que quer.

A questão, como poderia formular o filósofo Garrincha, é: “Estes pais e estes filhos combinaram com a vida que seria fácil”? É no passar dos dias que a conta não fecha e o projeto construído sobre fumaça desaparece deixando nenhum chão. Ninguém descobre que viver é complicado quando cresce ou deveria crescer – este momento é apenas quando a condição humana, frágil e falha, começa a se explicitar no confronto com os muros da realidade. Desde sempre sofremos. E mais vamos sofrer se não temos espaço nem mesmo para falar da tristeza e da confusão.

Me parece que é isso que tem acontecido em muitas famílias por aí: se a felicidade é um imperativo, o item principal do pacote completo que os pais supostamente teriam de garantir aos filhos para serem considerados bem sucedidos, como falar de dor, de medo e da sensação de se sentir desencaixado? Não há espaço para nada que seja da vida, que pertença aos espasmos de crescer duvidando de seu lugar no mundo, porque isso seria um reconhecimento da falência do projeto familiar construído sobre a ilusão da felicidade e da completude.

Quando o que não pode ser dito vira sintoma – já que ninguém está disposto a escutar, porque escutar significaria rever escolhas e reconhecer equívocos – o mais fácil é calar. E não por acaso se cala com medicamentos e cada vez mais cedo o desconforto de crianças que não se comportam segundo o manual. Assim, a família pode tocar o cotidiano sem que ninguém precise olhar de verdade para ninguém dentro de casa.

Se os filhos têm o direito de ser felizes simplesmente porque existem – e aos pais caberia garantir esse direito – que tipo de relação pais e filhos podem ter? Como seria possível estabelecer um vínculo genuíno se o sofrimento, o medo e as dúvidas estão previamente fora dele? Se a relação está construída sobre uma ilusão, só é possível fingir.

Aos filhos cabe fingir felicidade – e, como não conseguem, passam a exigir cada vez mais de tudo, especialmente coisas materiais, já que estas são as mais fáceis de alcançar – e aos pais cabe fingir ter a possibilidade de garantir a felicidade, o que sabem intimamente que é uma mentira porque a sentem na própria pele dia após dia. É pelos objetos de consumo que a novela familiar tem se desenrolado, onde os pais fazem de conta que dão o que ninguém pode dar, e os filhos simulam receber o que só eles podem buscar. E por isso logo é preciso criar uma nova demanda para manter o jogo funcionando.

O resultado disso é pais e filhos angustiados, que vão conviver uma vida inteira, mas se desconhecem. E, portanto, estão perdendo uma grande chance. Todos sofrem muito nesse teatro de desencontros anunciados. E mais sofrem porque precisam fingir que existe uma vida em que se pode tudo. E acreditar que se pode tudo é o atalho mais rápido para alcançar não a frustração que move, mas aquela que paralisa.

Quando converso com esses jovens no parapeito da vida adulta, com suas imensas possibilidades e riscos tão grandiosos quanto, percebo que precisam muito de realidade. Com tudo o que a realidade é. Sim, assumir a narrativa da própria vida é para quem tem coragem. Não é complicado porque você vai ter competidores com habilidades iguais ou superiores a sua, mas porque se tornar aquilo que se é, buscar a própria voz, é escolher um percurso pontilhado de desvios e sem nenhuma certeza de chegada. É viver com dúvidas e ter de responder pelas próprias escolhas. Mas é nesse movimento que a gente vira gente grande.

Seria muito bacana que os pais de hoje entendessem que tão importante quanto uma boa escola ou um curso de línguas ou um Ipad é dizer de vez em quando: “Te vira, meu filho. Você sempre poderá contar comigo, mas essa briga é tua”. Assim como sentar para jantar e falar da vida como ela é: “Olha, meu dia foi difícil” ou “Estou com dúvidas, estou com medo, estou confuso” ou “Não sei o que fazer, mas estou tentando descobrir”. Porque fingir que está tudo bem e que tudo pode significa dizer ao seu filho que você não confia nele nem o respeita, já que o trata como um imbecil, incapaz de compreender a matéria da existência. É tão ruim quanto ligar a TV em volume alto o suficiente para que nada que ameace o frágil equilíbrio doméstico possa ser dito.

Agora, se os pais mentiram que a felicidade é um direito e seu filho merece tudo simplesmente por existir, paciência. De nada vai adiantar choramingar ou emburrar ao descobrir que vai ter de conquistar seu espaço no mundo sem nenhuma garantia. O melhor a fazer é ter a coragem de escolher. Seja a escolha de lutar pelo seu desejo – ou para descobri-lo –, seja a de abrir mão dele. E não culpar ninguém porque eventualmente não deu certo, porque com certeza vai dar errado muitas vezes. Ou transferir para o outro a responsabilidade pela sua desistência.

Crescer é compreender que o fato de a vida ser falta não a torna menor. Sim, a vida é insuficiente. Mas é o que temos. E é melhor não perder tempo se sentindo injustiçado porque um dia ela acaba."

(Eliane Brum)

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Santo Remédio

Eu pensava que os enjôos, o sono, as varizes, as estrias, o cansaço e todas as coisas “lindas” que vem no pacote da gravidez já eram o suficiente para me atormentar, até que eu conheci duas coisas mais “lindas” ainda: a azia e a queimação !

Gente, o que é aquilo ??? Começou como um incomodo pequeno que eu tentei não dar muita bola, até que as minhas noites começaram a ficar infernais e eu já não conseguia dormir mais!!! Uma vez me deu vontade de abrir a janela e gritar enlouquecida de tanta dor! Parecia que uma faca estava me rasgando e pinicando o meu pobre esôfago !!! Já estava ficando expert na arte de acordar toda hora de madrugada.

Na minha última consulta eu chorei para o meu médico:

- Dr., pelo-amor-de-Deus, até agora eu agüentei tudo sem tomar remédio, mas agora a coisa mudou, não agüento mais, preciso de alguma coisa para aliviar essa azia, vou morrerrrrrrrrrrrrr....

Fiz aquele drama básico e ele me receitou umas pastilhas, aliás, pastilhas não, eu chamaria de milagre!!!

Mastiguei duas antes de dormir e....DORMI!! que delicia !! Depois de 4 noites seguidas sem dormir praticamente nada, foi uma benção!!! E nada mais de dor hoje o dia inteiro! Que alivio !!!!

Masssss, além disso tem que tomar aquelas precauções básicas né? Não comer nem beber nada muito ácido tipo: chocolate, suco de laranja, molho de tomate, fritura, etc...etc..etc...

Tudo bem, já estou acostumada com o grávida não pode......NADA!

Aliás, uma dica: Fiz meu check-up odontológico essa semana e minha dentista me alertou:

- Clareamento dental não é indicado durante a gravidez! Flúor também nãoooo pode!

- Evitar aqueles enxaguantes bucais com muito álcool e que prometem clarear os dentes. As fórmulas são muito fortes!

Eu sei, aí você se pergunta: - Será que um dia serei uma pessoa normal novamente ??? Acho que não, rs !!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

27 semanas

Isso mesmo, 27 semanas! Pela contas da caixinha aí do lado faltam 90 dias para conhecer a pessoa que eu mais amo no mundo !!! Tão perto e tão longe !!

Confesso que tenho achado que o tempo está passando rápido demais! Quando resolvo uma coisa, logo percebo que ainda tenho um monte pra resolver e o trabalho, ai o trabalho tá me matando !!!!

Muita coisa e quando eu vejo mais um dia já passou! Sem falar que o cansaço está demais. Acordo com o corpo todo dolorido parecendo que levei uma surra de cabo de vassoura, rs.

No meio de tudo isso ainda tive, ou melhor, ainda estou passando um baita stress: Marido doente!!!

Quem é casada sabe que um homem doente equivale a umas três crianças juntas doentes e fazendo manha. Mas realmente estou preocupada. Essa semana ele vai fazer uma bateria de exames para descobrir o que está causando gastrite e uma alergia que não sara nunca!

Nesse meio tempo consegui agendar o curso de gestante e já estamos quase batendo o martelo quanto a maternidade em que a Yris vai nascer.

E assim os dias e as semanas vão passando e espero eu, tudo vá se ajeitando para que essa bebê nasça na maior tranquilidade possível! AMÉM !

terça-feira, 21 de junho de 2011

Diálogos

Quase 19 horas e eu ainda presa no escritório...Começa a bater aquela fome desesperadora da gravidez. Sem nenhum restaurante ou lanchonete decente por perto, qual a única ideia que me vem a cabeça ???

Vou ligar no Mc Donalds !!!

Ligo, faço meu pedido e a atendente:

- Ok, prazo para a entrega de mais ou menos 40 minutos !

E eu:

- Você não está entendendo, estou faminta !!! Não tem como pedir para acelerar um pouquinho essa entrega ? Estou grávida !!

Aí ela que não deve vestir muito a camisa da empresa me solta essa:

- Grávida ? E esse é o seu jantar ???????? Você não acha que deveria comer uma coisinha mais saudável ??

Fiquei muda né? Afinal, ela tem razão, mas tô aqui esperando meu Big Mac chegar !!!

Comecei o enxoval

E finalmente comecei a fazer o enxoval da filhota!

Sabadão lá fomos maridão e eu para o bom retiro atrás de precinhos melhores. Realmente, lá tem coisas bem mais baratas, mas você precisa estar muito disposta e com muita paciência para garimpar!

Aliás, paciência é o principal! Paciência para estacionar, paciência para andar no sol e agüentar o mundarel de gente te atropelando, e paciência para procurar coisas baratas mas que também tenham qualidade!

E mesmo lá sendo tudo mais barato, meu Deus, como se gasta! É, são tantas coisas pra comprar que confesso que fiquei atordoada e não tive paciência pra comprar tudo não. Chegou uma hora que eu falei, há deixa o resto para o chá de bebê, não agüento mais, rs.

Mas no final valeu a pena, consegui comprar a cadeirinha para o carro e uma boa banheira por um precinho bem amigo, e já adiantei bem a parte de macacões, mantas, cobertores, etc...roupinhas pra vestir ela já tem!!!

E o que eu mais amei foi uma loja mais escondida que achei na Rua dos Italianos, só que não para a bebê, e sim para a mamãe !!!!

Chama Menina&Meninas e tem roupas de grávida simplesmente lindas!! Sério, porque eu acho roupa de grávida um horror!! Vamos combinar que é muito, muito difícil a gente ficar bem em alguma roupa quando parece que engolimos uma melancia !! E nessa loja não, roupas estilosas, de boa qualidade e com ótimo caimento!

Comprei uma calça jeans, um macacão e algumas camisetas dessas fofas que tem frases:



Só não comprei mais porque não vale a pena né? São roupas que logo não usarei mais, mas que deu vontade de sair carregada de sacolas, isso deu!!!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Sem comentários…

Gente, esse post só pra avisar que simplesmente não estou conseguindo comentar nos blogs de vocês!!!

Não sei o que está acontecendo e continuo lendo os blogs quando tenho tempo, só que não consigo comentar nada! Não sei se é o blogspot ou minha conta no Google, só sei que...SEM COMENTÁRIOS!

Espero que se resolva logo! Sorry!

Preocupações

Quase 25 semanas, barriga cada vez maior, e com ela as preocupações também estão aumentando!

Aquela minha fase relax, de não estou nem aí pra nada está passando! E como! Passando ao ponto de eu acordar no meio da noite pensando em 1001 coisas ao mesmo tempo!

Será que serei uma boa mãe? Será que vou surtar ? Sérá que vou conseguir emagrecer ? Será que minha filha será daquelas que não dorme nunca ? Será que eu vou conseguir voltar a trabalhar numa boa ? Com que eu vou deixar a minha cria ? Como será que vai ficar o meu casamento ? Continuarei dando conta do trabalho, da casa, do marido, das minhas coisas e mais ainda, de uma vida que vai depender totalmente de mim ? Essas espinhas não vão desaparecer nunca mais ? Quando será que eu vou poder fazer uma progressiva ? Não agueeeeento mais esse cabelo !!!...

E por aí vai....

Começou a bater a insuportável da ansiedade! Dos pensamentos futuros, do "como será o amanhã"...

Juro, estou tentando lutar contra! Tentando me concentrar no agora, afinal, ainda tenho bastante coisa pra pensar enquanto ela ainda está aqui dentro de mim, mas tá difícil !!

Por enquanto vou tentar me concentrar na decoração do chá-de-bebê...Ursinhos, florzinhas, bebezinhos de biscuit... Quem sabe um pouco de futilidade ajuda, rs !!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Carrinho

Pelo menos um item do enxoval eu já eliminei: O carrinho !

Pesquisei alguns mas confesso que não tive a menor paciência de procurar muito. Pra mim qualquer um é qualquer um, sei lá...Só sei que não consegui chegar a nenhuma conclusão, aliás, só cheguei a uma: todos eram caros!

Até que conversando com o marido ele me lembrou que no nosso cartão de crédito tem um programa de acúmulo de pontos que depois você pode trocar por "recompensas" e que ele tinha visto alguns itens de bebê!

A gente sempre juntou esses pontos pensando em trocar por passagens, mas como viagem agora está fora de cogitação, porque não dar uma olhada nos itens de bebê ?!!

Pesquisamos e encontramos esse carrinho McLaren:


Se é bom eu não sei, só sei que pesquisei o preço e não achei por menos de R$ 800,00 !!! Aí não tive dúvidas, converti os pontos na hora e agora só estamos aguardando chegar!

Qualquer economia nessa hora é uma boa não ?


sexta-feira, 10 de junho de 2011

Cadê meu peito ??

Sempre ouvi dizer: "É tão bom ficar grávida, você vai ter a sensação de ter colocado silicone porém sem precisar passar pelo bisturi."

Eu eu achando que logo logo ficaria com aquele peitão a lá Pamela Anderson, mas só que até agora, nada!

No começo da gravidez meus seios cresceram um pouco, bem pouquinho, e logo estacionaram! Tanto é que agora já no 6º mês eu só comprei dois sutiãs novos e muitos dos meus antigos ainda continuo usando porque me servem normalmente!

Quando me toquei disso comecei a me preocupar. Não, não porque eu quero ficar peituda, mas comecei a notar que os bicos dos seios também não cresceram muito e tão pouco a aureola deu aquela escurecida básica (se bem que sou branca igual a papel!).

Já anda me batendo aquela insegurança se terei leite, se conseguirei amamentar, etc.etc.etc.....

Em todo o caso já estou providenciando aquelas conchas para os seios e lendo ao máximo sobre o assunto.

Já sei que amamentar não é nada fácil, então melhor me preparar o quanto puder, física e emocionalmente!!!!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Semana doida

Nossa, não vejo a hora dessa semana acabar! Sério, sabe aquelas semanas negras onde tudo o que não pode acontecer acontece ? Pois é!

Coitada da Yris, se ela estiver sentindo todo o stress da mamãe deve estar cansada!

Com meu marido viajando tudo fica mais complicado! Várias coisas que eu não consigo resolver sozinha, fiquei sem carro, tomei chuva, cheguei no escritório ontem atrasada e pra completar ficamos a metade do dia sem luz!

Estou extremamente estressada e sem paciência, principalmente no trabalho! Tudo me irrita!!! Estou sendo super pressionada pra resolver várias pendências antes de sair de licença e treinar a pessoa que vai ficar no meu lugar também não está sendo "bolinho", haja paciência!!!!

Tanta coisa pra resolver e eu sem tempo nem de pensar!

Preciso escolher o hospital, fazer o enxoval, ver as coisas do chá-de-bebê, etc....Mas não consigo! Trabalho me consumindo!!!!

Se eu pudesse fugiria para uma praia bem distante no nordeste agora! Só uma água-de-coco geladinha me salva!

domingo, 5 de junho de 2011

O quarto - parte 1

E ontem finlmente conseguimos definir o quarto da nossa "bichinha"!

Papai está numa correira louca e hoje já precisou viajar a trabalho (ai que saudade!), então não tinhamos mais muito tempo para enrolar com esse assunto visto que a demora da lojas para entregar os móveis é um horror (45-60 dias).

Fomos em umas 4 lojas até achar algo que nos encantasse e que claro, coubesse no bolso também!

Pensando na praticidade e na falta de tempo, já fechamos os móveis e a decoração, assim facilitou bastante!

Fui com uma ideia na cabeça mas acabamos optando por algo bem diferente. Papai deu muitas opiniões e me surpreendeu !!! Ele realmente queria fazer um quarto de princesa para a filhota! Eu queria uma coisa mais clean, móveis de linhas mais retas mas acbei embarcando na dele!

Escolhemos móveis bem clássicos e uma decoração floral, fugindo um pouco do bom e velho (e total) branco e rosa.

Deixaremos as paredes brancas e vamos colocar papel de parede da metade ao chão. Fechamo também alguns nichos e prateleiras para enfeitar com detalhes.

Ficou próximo desse primeiro quarto que eu coloquei no post anterior, porém com um pouco mais de cor.
Enfim, tudo muito delicado e bem feminino.

E claro, assim que estiver tudo montado eu coloco algumas fotos aqui, mas já aviso, vai demorarrrrrr...

Próxima etapa: O enxoval !! Coragem !!!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Inspirações

Três quartinhos de menina que eu adorei! Espero conseguir chegar a alguma coisa assim bem delicada para a minha filhota!




Fotos: 1) Blog Casa de Valentina / 2) Atelier Meu Pequeno Anjo / 3) Erika Verginelli - Fotógrafa

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Mais uma semana

E entramos em mais uma semana! Estou quase na 23ª !!! Minha barriga está cada dia maior e já me sinto meio uma hipopótamo ! Mas, faz parte!

O tempo está passando bem rápido e agora já estou começando a ter um mini-pânico por ainda não ter comprado nada para a minha pequenininha! Agora eu até criei coragem, mas meu marido está trabalhando todos os fins de semana e por isso ainda não consegui ver nada!

Mas ele prometeu que dessa semana não passa e vamos finalmente, comprar as coisinhas para o quarto dela!

Eu estava bem tranqüila, mas agora comecei a me preocupar porque não sei o que vamos fazer nas paredes e também porque na maioria das lojas a demora para entregar os móveis chega a mais de trinta dias, então é bom não deixar tudo para a última hora né?!

Outro problema é que não sei ao certo como vai ser a decoração do quarto. Confesso que, nesse ponto, se fosse menino era mais fácil! Por que não sei vocês, mas quarto de menina é muito fácil pra cair na breguice! Fala sério! É muita cor, muito babado, muuuita coisa! Já olhei trocentas revistas e sempre acho tudo demais! Alguns quartos só de olhar, já me sinto sufocada! Nossa!

Quero uma coisa bem “clean” pra minha bichinha! Espero que não seja tão difícil de encontrar!

De resto, segue tudo bem! Nesses últimos dias bebê está mexendo e pulando loucamente! Minha pequena acrobata! E quanto mais ela mexe, mais gostoso é! Que sensação maravilhosa!!!!