Lilypie First Birthday tickers

Lilypie First Birthday tickers

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Desabafo

Ok, não aguento mais, preciso desabafar !!! Depois eu volto com a retrospectiva dos primeiros meses de vida da Yris, porque agora o que está pegando é outra coisa!!!

O tempo passa que a gente nem percebe, e agora está chegando a hora de voltar pro trabalho. Tudo estaria bem se não fosse um mero detalhe: Eu não quero voltar !!!!!

A cada dia a menos da minha licença, eu morro um pouco por dentro...Já tem algumas noites que não tenho dormido só pensando nisso.

Esta semana a Yris começou a adaptação no berçário: 4 horas por dia...Míseras 4 horas por dia que fico longe dela  eu passo praticamente esse tempo todo chorando!

Choro porque quando eu voltar a trabalhar ela ficará no berçário DOZE horas por dia. Chegarei em casa e ela, provavelmente, já estará dormindo, e eu estou super aparavorada de que vá chegar o dia em que simplesmente minha filha não vai me reconhecer! Sim, porque ficar todo esse tempo separada dela significa que ela vai acabar chamando a berçarista de mãe e não eu!!! Medo, estou com muito medo dessa situação.

O medo e a culpa estão me consumindo!

Por outro lado, não queria deixar de trabalhar! A grana, óbvio, vai fazer falta, e também preciso me sentir viva, fazendo outra coisa que não seja somente ser mãe (não que isto não seja o mais importante na minha vida).

Gostaria de ter a opção de trabalhar em algo que ocupasse menos tempo, que fosse meio período...mas o que ? O que fazer ???? Não se muda de profissão assim do dia pra noite, e na minha área esquece, escritório em período integral...

Sinceramente, não sei o que fazer e também nunca imaginei que ser mãe fosse tão difícil. Esse amor deixa a gente refém :)

2 comentários:

  1. Querida, eu acho que a questão é: essa grana vai fazer tanta diferença assim? Porque pagando o berçário, mais todas as coisas que envolvem ter um bebê longe, vai sobrar tanta grana assim do seu salário? Se vai, e você precisa desse dinheiro para dar uma vida melhor à sua filha, então eu acho que é uma questão de você SABER que está fazendo o melhor para ela. Mas se você não tem certeza, ou o que sobrar do seu salário não vai fazer tanta diferença, saia. Eu estou falando isso porque já vivi as duas situações, e sou tão mais feliz hoje cuidando dos meus filhos. Por outro lado eu tenho uma profissão que me permite trabalhar só a noite, e sei que você não...mas bebê precisa de mãe, então talvez trabalhar em outra coisa possa ser uma solução, sim. Converse com suas amiga e veja se alguém pode te ajudar cm um trabalho meio período. Eu acho que por um filho vale a pena tentar de tudo. Boa sorte para você.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog!!!
    tenho um tbm conto nele o drama que passei na maternidade!!!
    Receitas de papinhas!!!
    tudo sobre o desenvolvimento de seu bebe!!!
    Quem quiser conhecer e dar uma força...
    http://laurarandrade.blogspot.com.br/
    Quem me seguir eu sigo tbm!!! abraço!!!!

    ResponderExcluir